Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Âncora de papel

by Miguel Oliveira

Em perspetiva

02.05.19, Miguel Oliveira

No outro dia aconteceu-me uma coisa engraçada. 

Durante anos, os meus avós fizeram a mesma viagem, todas as semanas, para me vir buscar a casa dos meus pais, onde passava o fim de semana. Durante esses mesmos anos, a minha avó sempre foi ao lado do meu avô, na viagem de carro. Sempre o mesmo lugar, sempre a mesma estrada, sempre a mesma viagem. 

No outro dia, viajámos ambos no banco de trás. Atenta, foi todo o caminho a olhar para o vidro, como se não conhecesse o percurso por onde tanta vez passou. Perguntei-lhe o que tanto ia a observar. Respondeu-me que ia a ver a estrada, que nunca tinha viajado no banco de trás e parecia uma estrada nova, um caminho desconhecido e que ia a ver como era. Sorri-lhe. Sorri-lhe e percebi que acabara de me dar uma excelente metáfora para a vida. 

Que a nossa viagem seja colocada em perspetiva. A vida é isso, uma estrada, um caminho. Pode ser sempre o mesmo, mas não tem de ser sempre igual.