Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Âncora de papel

by Miguel Oliveira

Amor. O verdadeiro amor

28.08.18, Miguel Oliveira
Amavam-se. Não havia qualquer dúvida disso. Para eles o amor era aquilo que tinham: a confiança um no outro, a certeza e segurança de poderem contar um com o outro para tudo, em qualquer momento, para qualquer situação; o abraço dado de forma genuína e intensa, onde o corpo acalmava e uma certeza de dias melhores surgia inesperadamente; os olhares que falavam e sorriam, não sendo preciso nada mais; os beijos que sabiam melhor do que quaisquer outros, assim como as brincadeiras (...)