Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Âncora de papel

by Miguel Oliveira

Ser ou estar?

Quando a felicidade é o bem mais desejado

09.09.19, Miguel Oliveira
"Aprenda a ser feliz" é o subtítulo de um livro com o qual me cruzei. Não conheço a autora nem o conteúdo do livro. Porém, e não querendo interferir com os possíveis conteúdos brilhantes do mesmo, ao ler a frase, pensei: será mesmo que conseguimos ser felizes? Ser feliz é algo que se conquista, como uma qualquer outra aprendizagem, e se mantém permanente no tempo? Como é que reagimos quando não nos sentimos felizes? Que frustração nos invade quando damos por nós e nos (...)

A vós, queridos avós

26.07.19, Miguel Oliveira
Hoje celebra-se o Dia Mundial dos Avós.  Há tempos, algures numa frase perdida, li que os avós são pais com açúcar. Não podia concordar mais com esta frase. Pela doçura, pela preocupação, pela dedicação, pelo mimo, são pais com açúcar.  Numa entrevista recente, perguntaram-me como via a minha infância. A resposta foi simples e imediata: na companhia dos meus avós. As memórias vão para lá. Vão para as idas às compras com o meu avô; para as limpezas em casa, com o (...)

Sobre dias felizes

24.07.19, Miguel Oliveira
Há dias e dias. Depois, há dias felizes. Aqueles em que estamos felizes! Aqueles onde as horas não custam a passar, onde tudo flui e tudo tem o seu tempo. Aqueles dias em que nos sentimos competentes, escutados e valorizados. Aqueles em que tudo à nossa volta faz sentido. Aqueles em que queremos gritar ao mundo e partilhar toda a emoção que vai dentro de nós! Hoje está a ser um dia assim. Um dia feliz! Não que me tenha saído dinheiro numa raspadinha ou que tenha ganho alguma (...)