Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Âncora de papel

by Miguel Oliveira

O vizinho de trás

05.07.19, Miguel Oliveira
Certamente já viveu a experiência de estar numa plateia qualquer ou num banco de um transporte público e o vizinho de trás, quando existe, estar sempre aos toques na cadeira. Ao início esperamos que tenha sido por distração. Depois esperamos que a pessoa repare. No fim, incomodados com a situação, já só queremos dizer que pare. Dizemos sempre? Acredito que nem todos nós nos viremos para trás para chamar a atenção. Acomodamo-nos. Esperamos que passe e distraímo-nos com outra (...)

Na roda do sexo

30.05.19, Miguel Oliveira
Hoje partilho-vos uma experiência (muito) pessoal.  Desde que lhes conheço a sua existência, sempre mantive uma postura muito crítica em relação a elas. E crítica não por serem boas ou más, mas porque vejo além delas, porque questiono o fundamento do que ali se procura e não me identificava com a ilusão ali espelhada.  Sei o que quero e sei também o que não quero, o que não me faz sentido, o que nada me acrescenta - e quando algo não me acrescenta, apenas me afasto. (...)

O teu corpo, a minha casa

13.04.19, Miguel Oliveira
Chegaste de rompante. Contigo trouxeste essa tua imagem segura e confiante, semblante sério e firme, que rapidamente se desvaneceu, dando lugar a esse teu sorriso doce e largo. És um menino com cara de homem mau e talvez seja isso o que mais me atrai em ti. Consigo desmontar-te. Consigo desconstruir essa tua imagem que todos os dias ousas carregar. Ficas sem jeito, enervado até, e eu deliciado, a rir-me por tamanha conquista. À beira rio, envolvidos por um sol quente de inverno, (...)

À distância de um toque

04.02.19, Miguel Oliveira
É incrível quando encontramos espelhado num livro algo em que acreditamos e da forma como pensamos, certo? Isto ganha ainda mais força e interesse quando as palavras são proferidas por alguém a quem atribuímos valor e conhecimento. Foi o que me aconteceu ao ler um capítulo sobre sexualidade no casamento, de um conceituado Professor.  A comunicação é algo inerente a nós, é o nosso veículo, a nossa forma de transmitirmos mensagens. Porém, na maior parte das vezes, usamos os (...)

Um menu repleto de ingredientes extra

30.11.18, Miguel Oliveira
Hoje fui a um workshop sobre intervenção sexual em terapia de casal. A paixão pela terapia de casal descobria-a o ano passado, aquando do meu estágio curricular. As questões da intimidade, do sexo e do erotismo sempre me disseram muito, pela naturalidade e abertura que tenho para os assuntos e, paralelamente, pelo tabu que existe em torno destas questões.  Quem fala abertamente de sexo anal? Quem fala abertamente de ejaculação na boca?  Quem fala abertamente de prazer e de (...)

Sex toys: vamos brincar?

21.11.18, Miguel Oliveira
Nas palavras da psicóloga clínica e sexóloga Alexandra Carvalheira, autora do livro "Em defesa do erotismo", as fantasias sexuais são como as impressões digitais, cada um tem as suas, mais ou menos elaboradas, mais ou menos ficcionadas, passíveis de serem realizadas ou não. Porém, todas elas têm a função de "recriar e elaborar as vivências sexuais com o objetivo da excitação sexual", afirma a autora.  Cada pessoa é detentora do seu património erótico, uma espécie de (...)

Ao comando do corpo

08.10.18, Miguel Oliveira
Era a primeira vez que se viam, apesar de já há muito se conhecerem. Era uma manhã de nevoeiro, gélida e cinzenta. Rui era alto, cuidado com a imagem e confiante, bastante confiante. Filipe era tímido, encorpado e ligeiramente mais baixo. Viram-se ao longe, no meio da multidão que enchia a estação de comboios. Os olhares fitaram-nos e algo os aproximou, quase telecomandados. Era a primeira vez que se olhavam, que se cheiravam, que se sentiam como realmente se deve sentir alguém: (...)

Amizade vs. Relação Amorosa

24.08.18, Miguel Oliveira
À semelhança do que acontece com todos os outros conceitos, para todas as outras situações no nosso dia a dia, também a noção de amizade varia de pessoa para pessoa. Acredito que não pensemos muito nisto, mas cada um de nós tem as suas próprias definições para os mais variados termos, que podem divergir mais ou menos das definições daqueles que nos rodeiam.  Para mim, amizade é uma relação entre duas pessoas que se querem bem, entre dois seres que se sentem apoiados e (...)