Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Âncora de papel

by Miguel Oliveira

Tempo

17.01.19, Miguel Oliveira

Um dia tem 24 horas. O mesmo será dizer que tem 48 períodos de 30 minutos ou 96 períodos de 15 minutos. 

Todos os dias, cada um de nós dispõe destes períodos de tempo. Porém, e reconheço isso, cada pessoa tem o seu ritmo de vida, as suas obrigações, as suas rotinas, mas começo a acreditar na célebre frase "se os outros conseguem, tu também consegues". As horas são as mesmas. O que difere é a forma como as gerimos e rentabilizamos. 

Um dia, ao folhear um livro sobre gestão de tempo, li uma frase que dizia mais ou menos isto: quantos de nós dizem que não têm tempo? Quantas vezes adiamos arrumar a casa, por falta de tempo, mas se a sogra nos liga a dizer que vai passar por lá, em dez minutos conseguimos colocar tudo no lugar? Não tenho sogra, mas atribuí verdade à frase.

Estou a desafiar-me. A procurar cumprir um novo desafio a cada dia, ainda que balizado no tempo, nos tais períodos de tempo. 15 minutos hoje de uma atividade. 15 minutos amanhã de uma nova atividade e os mesmos 15 da atividade de ontem. Seja o que for, se nos fizer sentido e nos fizer bem, é bem feito, ainda que seja pouco o tempo que lhe dediquemos. Com o tempo, fará a diferença. 

Tempo, tudo é uma questão de tempo e do que fazemos com ele.